Astrogildo Miag: escritor, romancista e contador de sonhos

15/10/2013
 
Baiano da velha Remanso, o auditor fiscal da Receita do Distrito Federal, Astrogildo Miag, pode ser considerado um autodidata. Formado em Direito e Economia, o titular da Corregedoria Fazendária da Secretaria de Fazenda (SEF) percorre facilmente o universo da Literatura – talento que anda lado a lado com a carreira no serviço público. Romancista nato, Astrogildo apaixonou-se por fotonovelas e aos 16 anos passou a escrever poesias. O contato com escritores como Jorge Amado, Graciliano Ramos, Gabriel Garcia Marquez e o francês Alexandre Dumas, foram primordiais para a construção e aperfeiçoamento do seu trabalho. O escritor totaliza seis obras e um sétimo livro, O Homem que morreu cinco vezes, com lançamentos marcados em dois estados.Para Astrogildo, escrever romances não é coisa simples, mas o caminho até a conclusão de uma obra é “encantador”, revelou. O escritor ressalta a importância da arte literária na vida do homem e completa: “Enquanto houver sonho, estarei produzindo. Para todas as classes e gostos, para quem gostar de ler”, afirma. O homem que morreu cinco vezesO escritor Astrogildo Miag convida todos os servidores da Secretaria de Fazenda para o lançamento do seu sétimo e mais recente livro. Pela primeira vez em sua carreira, ele conduz uma série de contos sobre supostas mortes que viveu. 

LANÇAMENTOSLivraria Cultura, Shopping Casapark (Brasília)

Quando: 17/10

Horário: 18h30

 Livraria Cultura, Salvador Shopping (Salvador)

Quando: 05/11

Horário: 18h30

 

Fonte : Ascom
Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Para uma amiga que se foi…

Os resquícios da mente prodigiosa de menino traz-me à lembrança o cotidiano da Rua Aurelino Leal, Remanso antigo, mais conhecida como Rua de Cima, onde moravam muitos amigos, inclusive D. Delza Gonçalves. E lembro-me da sua labuta comandando família extensa e jovem, assumindo atividades e negócios familiares por conta da viuvez inesperada.

A curiosidade de menino possibilitou-me acompanhar a labuta da mulher falante e ativa, vereadora municipal, raridade naquela época. Sobreviveu ao Remanso velho e viu o alvorecer da nova cidade. A labuta do recomeço possibilitou olhar o futuro com esperanças. Os filhos cresceram,  constituíram família. Teve a felicidade de cercar-se do carinho de muita gente. O tempo passando, a vida se esvaindo até o dia da partida. E saiu no Facebook vindo de Nildete Unias:

— Gente, acaba de falecer uma pessoa muito querida em Remanso!

                Era D. Delza, a quem o Remanso todo desejou o descanso eterno. Mas, o que é o descanso eterno?

                Respondo citando passagem do meu livro O Purgatório de Eduardo: É a quietude do tempo, o diáfano, o branco, o incolor, a paz espiritual do dever cumprido. É não se envolver com qualquer coisa. O prazer de se sentir leve, flutuando, feliz, realizada. Prazerosamente envolta na penumbra, na clausura branca de quem não deve e nada teme. É o ambiente dos céus, etéreo, bonito, clima adequado ao estado de espírito.  Nem vivo nem morto, mas, feliz eternamente…

            É essa paz celestial, à direita do Pai, que lhe desejo dona Delza. Aos filhos, genros, netos e demais parentes, a confiança e a resignação.

Abraço afetuoso de Astrogildo Miag e Célia

 

 

 

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Lançamento de Livro

capa-homemO Homem que Morreu Cinco Vezes é um livro de contos surreais. Aliás, surreal é uma das características da obra literária de Astrogildo Miag, capaz de criar e dissecar temas tão estranhos e inimagináveis como ressuscitar o lendário Lampião e elegê-lo governador de Brasília.

Lançamento:
Livraria Cultura Shopping Casa Park
Quinta, dia 17/10 às 19h30

Saiba mais sobre o livro…

modelo

Publicado em Livros | 4 comentários