O Poeta

poetaAstrogildo Miag iniciou seu caminho literário na Poesia, aos dezesseis anos. Abordando temas e situações do cotidiano, produziu dezenas de poemas.

Veja uma amostra da sua Poesia, a seguir…

Clique aqui para baixar mais poesias

A velha Zita

A velha Zita com sua saía remendada
ainda faz mingau gostoso.
A velha Zita com seu bordão de lado
ainda faz mingau gostoso.
A velha Zita com sua saía listrada
ainda faz mingau gostoso.
A velha Zita com seu casaco bordado
ainda faz mingau gostoso.
A velha Zita com seu casaco rendado
ainda faz mingau gostoso.
A velha Zita com seu brinco de ouro
ainda faz mingau gostoso.
A velha Zita corcunda
imunda
velha demais — quase nem caminha
coitadinha da velha Zita
ainda faz mingau gostoso.

06/06/73

Ama-me

Ama-me como te amo
e não como quero que me ames
porque o teu amor
de tão grande
me passará a percepção.

27/04/73

Dor

Debaixo dor
no fundo dor
no íntimo dor.
Dor por mim mesmo
pelos amigos:
dor.
Dor pela função sintática
pela literatura
por minha mãe quase sempre doente.
Dor que é dor sem ser dor nas horas alegres.
Dor padronizada
da namorada
da minha cidade que sairá do mapa:
dor.
Dor que só me faz pensar em dor.

27/04/73

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *